Lançamento: "Os Direitos Humanos como Limites das Operações de Inteligência de Segurança Pública".

No dia 11 de junho de 2021 foi lançado pela Editora Ultima Ratio a obra "Os Direitos Humanos como Limites das Operações de Inteligência de Segurança Pública", de autoria de Alexandre Lima Ferro, Coronel da Polícia Militar do Distrito Federal, Subsecretário de Escolas de Gestão Compartilhadas da SSPDF e Mestre em Ciências Políticas pela UNIEURO.

A noite de autógrafos, que ocorreu em um lugar icônico em Brasília para esse tipo de evento, o Restaurante Carpe Diem, contou com a presença de amigos, familiares, alunos e diversas autoridades federais e distritais.

A obra trata dos Direitos Humanos como limites das operações de Inteligência de Segurança Pública, e apresenta importantes questionamentos, dentre os quais cabe destacar: as operações de inteligência violam os direitos humanos? Direitos humanos e atividade de inteligência andam em direções opostas? Atividade de inteligência limita os direitos humanos ou os direitos humanos limitam a atividade de inteligência? E o direito à privacidade, como fica diante de tal atividade estatal?

A obra busca trazer respostas a essas e outras inquietações, desmitificando a ideia equivocada de que os serviços de inteligência executariam ações invasivas e violadoras dos direitos humanos.

O autor traz as suas reflexões sobre a questão com conhecimento de causa. Primeiro por ter trabalhado por 16 anos na Agência Brasileira de inteligência. Segundo, por ter chefiado, na Polícia Militar do Distrito Federal, setores como o Centro de Inteligência, a Seção de Inteligência Estratégica, Ciência e Tecnologia do Estado Maior e, também, o Departamento de Educação e Cultura. Possui mestrado em Ciência Política e foi reitor do Instituto Superior de Ciências Policiais. Portanto, trata-se de importante fonte de leitura e reflexão para operadores da Inteligência, para profissionais do Direito e para estudiosos do tema.




57 visualizações0 comentário